Curiosidades

O que é torá?

Você sabe realmente o que é a Torá? Onde surgiu? Quais são os livros que a compõe? Existe alguma relação entre a Torá e a Bíblia? Se você alguma vez se propôs a estudar o Antigo Testamento já deve ter visto ou ouvido sobre Torá. Conhecer a Torá é de extrema importância para quem quer se aprofundar na Bíblia.

A Torá é algo essencial na cultura judaica. Também é uma parte importantíssima da Bíblia Sagrada. Conhecer melhor esse texto fará com que você entenda melhor o muitas das tradições do Antigo Testamento. Consequentemente você entenderá melhor a tradição judaica e cristã.

Nesse artigo falaremos sobre o que é a Torá, sua origem, sua importância na cultura judaica, a estrutura e conteúdo. Quer conhecer melhor os segredos por trás desse fabuloso texto? Continue lendo.

O que Realmente é Torá

A Torá é o conjunto dos 5 primeiros livros da Bíblia Hebraica. Os cristãos chamam esses 5 livros iniciais de pentateuco. Esses livros são compostos por Gênesis, Êxodo, Levíticos, Números e Deuteronômio. A palavra Torá significa “Lei”. Os judeus dão esse nome, pois são nesses livros que se encontram os Dez mandamentos e as leis mosaicas.

Nesse texto estão presentes as narrativas mais importantes da cultura judaica e da tradição cristã. Ele é o ponto de partida para se compreender toda a tradição do antigo testamento e dos judeus. Além de ser base da cosmovisão cristã do mundo. Nesses livros encontramos conteúdos de grande valor para a visão de mundo judaico-cristã.

  • Criação do mundo,
  • A origem do povo de Deus,
  • As primeiras referências à adoração e culto a Deus,
  • A divisão do povo hebreu em tribos,
  • As leis civis e religiosas,
  • A formação da estrutura da nação judaica,
  • Estrutura religiosa dos judeus,
  • Divisão territorial e econômica dos tribos.

Por isso a Torá vem antes dos outros livros da Bíblia Hebraica. Ele fundamenta conceitos sociais, políticos, religiosos e sociais. Tudo que se sabe do Deus cristão, de Israel e do judaísmo, tem origem na Torá. Entendendo essa importância, só resta conhecer melhor a origem desse texto.

Origem da Torá

A tradição judaica e a tradição cristã entende a Torá como uma obra da autoria de Moisés. Porém essa afirmação da tradição vem com algumas questões controversas. É facilmente compreensível Moisés escrever os textos de Êxodo até certa parte de Deuteronômio. Porém o problema é quando se trata de Gênesis. Algumas questões problemáticas surgem como:

  • Como Moisés saberia os fatos históricos anteriores a ele com tanta propriedade?
  • Como Moisés sabe como foi a criação?
  • Como ele saberia relato como a queda dos filhos de Deus? (Gênesis 6)
  • Como ele relatou a própria morte?

Devido a essas e outras questões é que existem diversos estudos sobre a real origem do Pentateuco. Esses vários estudos representam várias linhas de pesquisas, cada uma delas entende uma origem diferente para a Torá, ou de como Moisés teve acesso as informações narradas em Génesis.

A primeira linha e a mais popularmente conhecida é a da transmissão direta.  Nessa linha é ensinado que as histórias foram passadas de pai para filho. De adão para Sete, de sete para seu primogênito até Noé, Noé passou para Sem até chegar em Abraão e de Abraão até chegar em Moisés. E que a sua morte foi escrita por Josué.

Outra linha de estudo entende que as informações eram parte da tradição oral. Era parte dos contos e narrativas presente entre os povos semitas. Acreditam que o redator (segundo a tradição judaico-cristã Moisés) tenha reunido todas essas narrativas o que deu origem ao primeiro livro da Torá.

Existem ainda algumas linhas de pesquisa que desacreditam que Moisés seja o autor da Torá. Como por exemplo a hipótese documentária, teoria deuteronomista e da redação final. Eles acreditam que a Torá foi escrita bem depois da morte de Moisés.

A tradição judaico-cristã ainda defende o pentateuco como obra de Moisés. Portanto até que haja provas consistentes sobre a real origem pentateuco, não é errado chamar Moisés de autor da torá.

 O que é a Torá para os Judeus

Para os judeus a Torá é mais do que apenas um conjunto de livros religiosos. Não são apenas os primeiros livros das Escrituras. Para eles a Torá é mais que uma lei. Essa coletânea formada pelos 5 livros iniciais da Bíblia é para o povo judeu um registro de sua identidade.

Tudo que caracteriza os judeus vem do que está escrito na Torá. Sua, nação, religião, cultura, história, filosofia… Isso é tão marcante que, o ponto central do conflito dos sacerdotes, escribas e fariseus com Jesus foram as questões com a torá.

Na Torá encontramos conceitos teológicos e elementos essenciais para cultura judaica, para o judaísmo e até mesmo para o cristianismo. Alguns desses conceitos são primordiais para identidade e crença do povo judeu, como:

  • O “Ruah Santo” de Deus (Gênesis 2.7)
  • Povo escolhido por Deus (Gênesis 12)
  • Terra prometida (Gênesis 12.1)
  • Definição de Deus (Êxodo 3.14)
  • Páscoa (Êxodo 12)
  • Dez mandamentos (Êxodo 20)
  • Expiação (Levíticos 23; Números 29)
  • Santificação (Levítico 20.8)
  • Principais rituais
  • Festas religiosas

Não se pode falar de povo judeu e judaísmo sem falar da Torá. São nesses livros que começa a história de Deus com o povo de Israel. E segundo a cosmovisão judaico-cristã a relação de Deus com humanidade. Agora você conhecerá a estrutura e o conteúdo central de cada livro da Torá

Livros da Tora

Como já foi dito, a Torá é composta pelos primeiros 5 livros da bíblia. Esse livros estão ordenados de forma que proporcione uma compreensão cronológica e teológica dos acontecimentos e conteúdo.

Gênesis primeiro Livro da Torá

Gênesis em hebraico é Bereshit – בְּרֵאשִׁ֖ית – que significa princípio ou início. É o primeiro livro da Torá e da Bíblia hebraica. Como o nome já diz, nesse livro estão escrito o princípio de tudo. Ele narra o início da terra, da humanidade, dos povos, das línguas (torre de babel), do povo de Israel e a divisão e benção das tribos. Narra também a história dos patriarcas de Adão até José.

Êxodo segundo Livro da Torá

Êxodo em hebraico é Shemōṯ – וְאֵ֗לֶּה- que significa “nomes”. É o segundo livro da Torá. Nele é narrado a libertação do povo de Deus da escravidão no Egito. Gênesis acaba com a ida de Israel (Jacó) e seus filhos para o Egito. Êxodo inicia com a opressão e escravidão do povo. Nesse livro é contada a história de Moisés e sua chamada para libertar o povo de Deus. Também é narrado os primeiros momentos da jornada do povo pelo Deserto, que duraria 40 anos.

Levíticos terceiro Livro da Torá

Levítico em Hebraico é Vayikrá – וַיִּקְרָ֖א- que significa “chamado”. É o terceiro livro da torá. Esse o livro que descreve o chamado do sacerdotes e levitas para o serviço do Senhor. Também nesse livro estão descritos as regras e costumes religiosos, como também alguns códigos civis.

Números quarto Livro da Torá

Número em hebraico é Bemiḏbar – וַיְדַבֵּ֨ר- que significa “no deserto”. É o quarto livro da Torá. Ele narra a trajetória do povo desde o recebimento das leis no Monte Sinai. Também é uma espécie de censo onde são contabilizados o povo e seu crescimento desde que saíram do Egito.

Deuteronômio último Livro da Torá

Deuteronômio em hebraico é Devārīm – הַדְּבָרִ֗ים- que significa “palavras”. Também conhecido como “segunda lei”, o que dá origem ao nome deuteronômio em português. É o quinto e último livro da Torá. Nele estão as últimas instruções para o povo antes da morte de Moisés e da tomada da terra prometida.

Todas essas informações só comprovam o quanto a Torá é importante para a tradição judaico-cristã. Seja por ser o início da Bíblia, por trazer a história de um grande profeta como Moisés, por ser fundamental na formação da identidade do povo judeu e também por seu precioso conteúdo que revela a relação de Deus com a humanidade.

A inegável o valor desses livro não só para os judeus, mas para todos que creem no Deus de Israel.

Fonte: progetogospel.com

Uma ideia sobre “O que é torá?

  1. deccocompositor disse:

    Quero agradecer ao Sr. Rav Akiva ( não sei se está correta a escrita), pela cordialidade e presteza, mesmo de tão longe (na Europa). A gentileza e educação, típicas de pessoas de luz. Sucesso e prosperidade à Editora e Livraria SAFRA. Shalom!

Deixe uma resposta