Variedades

Calendário judaico: entenda como os judeus contam o tempo

O calendário judaico (denominado luach, em hebraico) é o tipo de calendário que o povo judeu utiliza para a contagem do tempo e comemoração de aniversários, festividades, casamentos, falecimentos, celebrações religiosas e outras solenidades.

De acordo com os hebreus, os anos passaram a ser contados a partir do que eles acreditam ser a criação de Adão.

Em 2021, inicia-se o ano 5782 do calendário judaico no dia 06 de setembro e o término ocorrerá em 26 de setembro de 2022 do calendário gregoriano.

Origem do calendário judaico

Criado há mais de 3 mil anos, o calendário judaico tem sua origem em histórias religiosas.

Segundo a crença judaica, a lua nova do mês Nissan (correspondente a março/abril) teria sido apontada por Deus a Moisés pouco tempo antes da saída dos escravos hebreus do Egito.

O fato teria acontecido 2448 anos depois da criação do homem no mundo (Adão), que é considerado o ponto inicial na contagem de tempo desse calendário.

Ano no Calendário Judaico

O calendário judaico se baseia nos movimentos da Lua e do Sol, sendo portanto um calendário lunissolar. Dessa forma, os meses são contados a partir dos ciclos lunares, e os anos a partir dos ciclos solares. Portanto, os anos podem variar de 12 a 13 meses, com 29 ou 30 dias.

Então, os anos nesse sistema são 11 dias mais curtos em relação ao calendário gregoriano, que é o mais utilizado no mundo.

A fim de regular essa diferença, eles criaram anos bissextos, que, de tempos em tempos, incluem um mês. São no total 7 anos bissextos em 19 anos, e ocorrem no 3º, 6º, 8º, 11º, 14º, 17º e 19º ano desse período.

Temos certeza que vai gostar dos textos que preparamos para você: Fases da Lua: tempo de duração e características e Influências das fases da Lua.

Meses no Calendário Judaico

Os meses hebraicos (ou judaicos) correspondem aos seguintes meses no calendário gregoriano:

Calendário judaico Calendário gregoriano
Nissan março/abril
Lyar abril/maio
Sivan maio/junho
Tamuz junho/julho
Av julho/agosto
Elul agosto/setembro
Tishrei setembro/outubro
Chesvan outubro/novembro
Kislev novembro/dezembro
Tevet dezembro/janeiro
Shevat janeiro/fevereiro
Adar fevereiro/março
Adar 2 março/abril (nos anos bissextos)

Dias da Semana no Calendário Judaico

No calendário judaico, os dias da semana também são diferentes:

Semana Judaica Semana no Calendário Gregoriano
Iom Rishon início: noite de sábado / término: final da tarde de domingo (primeiro dia da semana)
Iom Sheni início: noite de domingo / término: final da tarde de segunda-feira
Iom Shlishi início: noite de segunda / término: final da tarde de terça-feira
Iom Revii início: noite de terça / término: final da tarde de quarta-feira
Iom Chamishi início: noite de quarta / término: final da tarde de quinta-feira
Iom Shishi início: noite de quinta / término: final da tarde de sexta-feira
Iom Shabat início: noite de sexta / término: final da tarde de sábado (último dia da semana)

 

Curiosidades sobre o calendário judaico

  • Para o povo judeu o sábado (shabat) é considerado um dia sagrado, sendo portanto reservado para o descanso.
  • Diferente de outras culturas, os domingos são dias produtivos de trabalho.
  • Também é comum que as tardes das sextas-feiras sejam livres.

Fonte: https://www.calendarr.com/brasil/calendario-judaico/

Deixe uma resposta